Lemony Snicket’s – Uma Série de Desgraças

“Se estão interessados em histórias com finais felizes, estariam melhor noutro lugar. Esta história não tem um final feliz, não tem um começo feliz e tem poucas coisas felizes pelo meio.” É assim que começa a nova série da Netflix, Lemony Snicket’s – Uma Série de Desgraças, e que tão bem resume o conteúdo da mesma. A primeira temporada estreou a 13 de Janeiro e tem oito episódios preparados para o vosso binge.

A série é baseada nos livros do autor Daniel Handler, publicados sob o pseudónimo Lemony Snicket, o narrador da história. A obra também já foi adaptada cinema, em 2004, protagonizada por Jim Carrey no papel de Conde Olaf, mas sem o sucesso esperado. Agora é a vez da Netflix nos trazer a sua versão da história, com a qualidade a que já nos habituou.

Enjoy the Ride - Lemony Snicket's, Uma Série de Desgraças

Lemony Snicket’s – Uma Série de Desgraças conta-nos a história dos irmãos Baudelaire, Violet (Melissa Weissman), a inventora, Claus (Louis Hynes), o inteligente ‘rato de biblioteca’ e Sunny (Presley Smith), a mordedora, que após perderem os pais num terrível (e suspeito) incêndio que destruiu por completo a sua casa, ficam sob a guarda do seu parente mais próximo, o temível Conde Olaf (Neil Patrick Harris), um péssimo actor cujo único objectivo é apoderar-se da fortuna dos pequenos órfãos Baudelaire através de artimanhas e disfarces ridículos que todos parecem não ver excepto os Baudelaire.

Enjoy the Ride - Lemony Snicket's, Uma Série de Desgraças

Nesta adaptação da Netflix, o grande protagonismo recai no Conde Olaf, interpretado pelo Neil Patrick Harris, o eterno Barney Stinson de Como Conheci a Tua Mãe, e tanto de Barney que vemos nesta personagem. No humor, na forma de dizer as piadas, nos tempos. Apesar de alguns maneirismos em excesso, gosto deste Conde Olaf, em contrapartida, penso que as crianças ficaram um pouco há quem, sem muita credibilidade para as suas personagens, ao contrário do filme onde as crianças eram o ponto forte. Mas depois há o maravilhoso narrador. Patrick Warburton interpreta brilhantemente Lemony Snicket, o narrador da história que embora não participe directamente na acção, aparece frequentemente acompanhando-nos ao longo de toda a história.

A série pretende ser atemporal. Há um tom gótico e vitoriano, mas também há Uber e compras online. Há uma simetria e uma paleta de cores muito ao estilo Wes Anderson, uma espécie de cruzamento entre Tim Burton e Pushing Daisies. Aliado à magnífica estética está um bom guião, literalmente. Vejam e vão perceber. Vejam porque vale a pena.

Enjoy.


“If you are interested in stories with happy endings, then you would be better off somewhere else. In this story, not only is there no happy ending, there is no happy beginning, and very few happy things in the middle.” This is how the new Netflix TV Show, Lemony Snicket’s – A Series of Unfortunate Events, and so well summarizes what we’re about to see.. The first season premiered on January 13 and has eight episodes prepared for your binge.

The TV Show is based on books by author Daniel Handler, published under the pseudonym Lemony Snicket, the storyteller. The work has also been adapted for the cinema, in 2004, starring Jim Carrey in the role of Count Olaf, but without the expected success. Now it’s Netflix turn off bringing us their version of the history, with the quality that we already know.

Lemony Snicket’s – A Series of Unfortunate Events tell us the story of the Baudelaire brothers, Violet (Melissa Weissman), the inventor, Claus (Louis Hynes), the clever ‘library mouse’ and Sunny (Presley Smith), the bitter, who after losing their parents in a terrible (and suspect) fire that completely destroyed their home, are under the care of their closest relative, the fearsome Count Olaf (Neil Patrick Harris), a bad actor whose sole purpose is to take possession of fortune Of the little Baudelaire orphans through a series of ruses and ridiculous disguises that no one seems to see except the Baudelaires.

In this Netflix’s adaptation, the main protagonism falls to Conde Olaf, played by Neil Patrick Harris, the eternal Barney Stinson of How I Met Your Mother, and we so much of Barney can be seen in this character. In the humor, in the way he delivers the jokes, in the times. Despite some excessive mannerisms, I like this Count Olaf. On the other hand, I think the children were a little dull, without much credibility for their characters, unlike the movie where the children were the strong point. But then there’s the wonderful storyteller. Patrick Warburton brilliantly plays Lemony Snicket, the narrator of the story who although not directly involved in the action, appears frequently accompanying us throughout history.

The TV Show is meant to be timeless. There is a gothic and Victorian tone, but there is also Uber and online shopping. There is a symmetry and a color palette very Wes Anderson style, a kind of cross between Tim Burton and Pushing Daisies. Coupled with the magnificent aesthetic is a good script, literally. See and you will notice. See why it’s worth it.

Enjoy.

Advertisements

2 thoughts on “Lemony Snicket’s – Uma Série de Desgraças

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s